Você sabe a composição química média de uma xícara de café filtrado ?

O café é uma das bebidas mais apreciadas e consumidas em todo o mundo há mais de mil anos.

Pesquisas realizadas no Brasil, Estados Unidos, Europa e Japão revelam que o café pode fazer muito bem à saúde se consumido diariamente e em dose moderada (em  torno de 3  a 4 xícaras por dia, contribuindo para a prevenção de diversas doenças.

Diferentemente do que a maioria das pessoas pensam, o café não possue apenas a cafeína e sim uma infinidade de substâncias benéficas para o corpo humano.

Além de ser uma bebida natural saudável e uma das mais populares do mundo.

Propriedades antioxidantes do café:

Você sabia que o café é rico em ácidos clorogênicos (um polifenol vegetal com uma potente ação antioxidante).

Consumindo café frequentemente, absorvemos uma valiosa fonte de antioxidante em nossa dieta, os antioxidantes inibem as inflamações e reduzem o risco de diversas doenças cardiovasculares e doenças inflamatórias prolongadas.

Qualquer processo que reduza as inflamações seja ela qual for, são benéficas para saúde e bem estar.

Vamos ver abaixo a composição química média de uma xícara de café filtrado:

Nutrientes Café filtrado – 50 ml (uma xícara)
Calorias 3 kcal
Proteína 0.35g
Lipídio 0,5g
Carboidrato 0,75g
Cálcio 1,5 mg
Magnésio 3mg
Fósforo 3mg
Ferro 0,01mg
Sódio 0,7mg
Potássio 39 mg
Cobre 0,005 mg
Zinco 0,025 mg
Vitamina B3 (Niacina) 0,025 mg
Vitamina B1 (Tiamina) 0.005 mg
Vitamina B2 (Riboflavina) 0.005 mg
Ácido Clorogênico 500mg
Cafeína 100mg

A cafeína com o seu sabor amargo, acelera o sistema nervoso central, fazendo com que as pessoas fiquem mais acordadas, sempre em alerta e com mais energia para o dia. [ ABIC ]

Os benefícios do café para a Memória.

Cientistas da Universidade de Johns Hopkins estudaram os benefícios do café em 160 voluntários durante 24 horas.

Para a realização do teste, foram apresentadas aos voluntários, uma série de imagens. Após 5 minutos, foi distribuído comprimidos com 200 miligramas de cafeína para uma parte dos voluntários e para a outra comprimidos de placebo.

Esta quantidade de cafeína (200 mg), referente se a mesma quantidade de uma xícara grande de café.

24 horas após, realizaram testes com amostra de saliva para verificar o nível de cafeína presente no organismo, e então foram submetidos ao teste com as imagens mostradas no dia anterior, juntamente com novas imagens sutilmente diferentes.

“Ser capaz de diferenciar entre os itens semelhantes, mas não idênticos, é chamado de padrão de separação e indica um nível mais profundo de retenção na memória.”

Concluíram em seus estudos que as pessoas que ingeriram cafeína, tiveram um desempenho superior em testes de memória, identificando as imagens semelhantes corretamente, comparado com os que ingeriram placebos.

Os estudos liderados por Michael Yassa, apontam que duas xícaras de café por dia podem fazer muito bem a memória em longo prazo. Mas alerta que as pessoas não devem ingerir comprimidos de cafeína, é preciso ingerir e apreciar o café com moderação.

Lembrando que o nível de cafeína em excesso pode apresentar efeitos colaterais indesejados, como insônia, nervosismo e ansiedade. O nível pode variar de pessoa para pessoa, cabe cada um achar a quantidade necessária para um bom desempenho em suas funções. [Fonte: Exame e BBC]

Você sabia que beber café reduz o risco de câncer de próstata ?

Segundo pesquisa realizada em Harvard (EUA), quem consome seis xícaras de café ou mais por dia, tem 20% de chances de evitar a doença.


Para quem gosta de tomar bastante café, aí está mais uma ótima notícia. Segundo pesquisa comandada por Lorelei Mucci, ( professora de epidemiologia na faculdade de saúde pública de Harvard ) e sua equipe, quanto mais café ingerido pelo homem melhor para reduzir as chances de desenvolvimento de câncer.

Quem toma 6 xícaras de café por dia ou mais, apresenta uma redução de 60% no risco desenvolver um tipo extremamente letal de câncer de próstata.

Também uma redução de 20% no risco de desenvolver qualquer tipo de câncer de próstata, comparado com homens que não bebem café todos os dias.

Claro que as 6 xícaras de café por dia, não é uma regra. Aqueles que tomam um pouco menos, em torno de 3 xícaras, também conseguem ter uma redução no risco do câncer de próstata.

Lorelei Mucci é a professora de Harvard, principal autora do trabalho e de um dos maiores estudos feitos até hoje que examinam a capacidade do café, reduzir o risco de câncer de próstata letal.

Para aqueles que não gostam da cafeína, existe também a opção do café descafeinado, que segundo a pesquisa, também teve resultados positivos na redução do câncer de próstata. Graças as propriedades antioxidantes e antiinflamatórias do café.

Nos Estados Unidos, onde essa pesquisa foi realizada, estimativas apontam que:
1 a cada 6 homens, tem ou terá câncer de próstata ao longo da vida nos EUA.

Ao longo dos estudos foram acompanhados 47911 homens, que forneceram aos pesquisadores, informações sobre seus hábitos e seu consumo de café entre 1996 e 2008.

Ao longo da pesquisa, 5035 homens desenvolveram o câncer de próstata e 642 casos letais ocorreram ao longo de 12 anos.

O câncer de próstata é uma grande preocupação para a população, principalmente para os homens, já que segundo o Instituto Nacional de câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens e é o sexto tipo de câncer mais comum no mundo.

Segundo os pesquisadores, o café tem compostos antioxidantes que ajudam a reduzir inflamação e regulam a insulina, fator esse que pode ser um gatilho para o câncer de próstata.

Sem falar nos inúmeros benefícios que o café traz para a saúde, reduzindo o risco de diversas outras doenças. [ Lorelei Mucci ] [ Jornal do Brasil ]

 

A ingestão de Café pode reduzir o risco de câncer de fígado

Um estudo realizado na Universidade do Sul da Califórnia, com quase 180 mil americanos em um período de até 18 anos, concluiu que a ingestão de 4 ou mais xícaras de café por dia, pode reduzir em até 42% o risco da pessoa desenvolver a forma mais comum de câncer de fígado.

Ao longo deste período, os voluntários foram monitorados com testes constantes de consumo de café em suas rotinas.

Conforme os resultados dos estudos, quem bebia mais café, tinha menos chance de desenvolver um câncer de fígado.

Confira abaixo o exemplo, comparando com uma pessoa que toma apenas uma xícara por dia.

  • De 1 a 3 xícaras por dia = 29% de chance menor de desenvolver o câncer de fígado.
  • + de 4 xícaras por dia = 42% menor de desenvolver câncer de fígado.

Concluíram que as pessoas que tomam mais de 4 xícaras por dia reduz quase na metade o risco de desenvolver câncer de fígado.

Já que estamos falando do benefício da cafeína para o fígado, estudos científicos também apontam vários outros benefícios da ingestão de café, tanto na prevenção de doenças hepáticas, como na ajuda do tratamento da HEPATITE B e C.

Especialistas recomendam de duas, a cinco xícaras de café por dia, resultando em uma melhor chance ao tratamento antiviral.

Em outro estudo desenvolvido no Japão, onde mais de 20 mil pacientes com doenças hepáticas crônicas, pode ser observado uma redução significativa no risco de câncer primário de fígado naqueles que consumiam café com frequência.

Vale lembrar que além de ser uma bebida deliciosa, o café tem inúmeros benefícios para a saúde, assim como também alguns malefícios.

Mas como nada substitui aquela sensação deliciosa de tomar uma xícara de café, seja sozinho ou acompanhado dos melhores amigos, e como podemos ver aqui, que os benefícios são inúmeros… [Fonte: Exame – Drauzio Varella]

7 motivos para você correr tomar um Café

Preparamos 7 motivos para você apreciar um bom café.

Quer saber porque:

Abaixo estão 7 benefícios que o café pode proporcionar para a saúde.

1 – Estimulante: O principal componente do café é a cafeína, quando consumida em doses recomendadas, possui uma ação estimulante, diminuindo o sono e aumentando a energia e disposição para o dia a dia.

2 – Concentração: Devido a ação estimulante da cafeína, quem toma café frequentemente tem uma capacidade maior de concentração permitindo um aumento no aprendizado do indivíduo.

3 – Desempenho: A ação estimulante da cafeína, ajuda as pessoas a terem mais disposição para a prática do exercício físicos e a realização de tarefas do dia a dia. Ingerindo café logo cedo, o corpo sente uma redução da fadiga, melhorando o rendimento e possibilitando um aumento da força muscular para aguentar a pressão do restante do dia.

4 – Emagrecimento: Para quem quer perder peso, o consumo de café também é super indicado. A cafeína presente na bebida faz com que ela tenha uma função termogênica, que faz aumentar o gasto calórico, aumenta os índices para a queima de gordura corporal, auxiliando na redução de peso.

5 – Depressão: É notável que o consumo de café, altera o comportamento do ser humano, principalmente o humor. A ingestão da bebida altera positivamente no humor, devido à ação da cafeína, assim como o ácido acético presente em grande quantidade no café e famoso pelo seu efeito antidepressivo.

6 – Doenças: O consumo constante de café, diminuir em grandes chances o desenvolvimento de vários tipos de doenças comuns nos dias de hoje para o ser humano. Vários estudos já foram apresentados, que comprovam a prevenção de doenças como Alzheimer, Diabetes tipo 2, Perda de Memória, AVC, Câncer, Cirrose,  Doenças do Sistema Respiratório e outras.

7 – Câncer: Diversos estudos apontam que o consumo frequente de café reduz as chances do desenvolvimento de diversos tipos de câncer, dentre eles o câncer de fígado, colo, próstata e outros. O café ajuda na prevenção do câncer, pois possui ação antioxidante, que combate os radicais livres que favorecem o aparecimento de tumores no corpo humano.

E ai, gostou desta publicação? Não esqueça de compartilhar com seus amigos.

(Visited 102 times, 1 visits today)