A cafeína com o seu sabor amargo, acelera o sistema nervoso central, fazendo com que as pessoas fiquem mais acordadas, sempre em alerta e com mais energia para o dia.

Os benefícios do café para a Memória.

Cientistas da Universidade de Johns Hopkins estudaram os benefícios do café em 160 voluntários durante 24 horas.

Para a realização do teste, foram apresentadas aos voluntários, uma série de imagens. Após 5 minutos, foi distribuído comprimidos com 200 miligramas de cafeína para uma parte dos voluntários e para a outra comprimidos de placebo.

Esta quantidade de cafeína (200 mg), referente se a mesma quantidade de uma xícara grande de café.

24 horas após, realizaram testes com amostra de saliva para verificar o nível de cafeína presente no organismo, e então foram submetidos ao teste com as imagens mostradas no dia anterior, juntamente com novas imagens sutilmente diferentes.

“Ser capaz de diferenciar entre os itens semelhantes, mas não idênticos, é chamado de padrão de separação e indica um nível mais profundo de retenção na memória.”

Concluíram em seus estudos que as pessoas que ingeriram cafeína, tiveram um desempenho superior em testes de memória, identificando as imagens semelhantes corretamente, comparado com os que ingeriram placebos.

Os estudos liderados por Michael Yassa, apontam que duas xícaras de café por dia podem fazer muito bem a memória em longo prazo. Mas alerta que as pessoas não devem ingerir comprimidos de cafeína, é preciso ingerir e apreciar o café com moderação.

Lembrando que o nível de cafeína em excesso pode apresentar efeitos colaterais indesejados, como insônia, nervosismo e ansiedade. O nível pode variar de pessoa para pessoa, cabe cada um achar a quantidade necessária para um bom desempenho em suas funções.

[Fonte: Exame e BBC]

(Visited 31 times, 1 visits today)